De cada 100 marcas, 77 não fariam falta se deixassem de existir

De cada 100 marcas, 77 não fariam falta se deixassem de existir

by Cassio Politi abril 09, 2019
De cada 100 marcas, 77 não fariam falta se deixassem de existir

As pessoas se importam cada vez menos com marcas. Esta afirmação não é força de expressão, mas o resultado da edição de 2019 da pesquisa “Meaningful Brands”. O estudo é realizado pela agência multinacional francesa Havas, especializada em relações públicas e publicidade.

Em âmbito global, o percentual de marcas com as quais os consumidores não se importam é de 77%. Ou seja, grosso modo, de cada dez marcas, apenas duas fariam falta para o consumidor caso sumissem do mapa.

Esse percentual é o maior registrado na história da pesquisa, que teve sua primeira edição publicada dez anos atrás. Na edição de 2017, o resultado para a mesma questão foi de 74%. Houve, portanto, aumento de 3 pontos percentuais.

Pesquisa Meaningful Brands

A pesquisa ouviu 350 mil consumidores de 31 países. Foram citadas mais de 1.800 marcas. O relatório foi inicialmente distribuído apenas para profissionais de marketing americanos, mas fragmentos dele foram publicados pelo Media Post.

Os pesquisadores perguntaram aos consumidores, ainda, quantas marcas eles julgam ser “significativas”. O resultado, de 42%, é dois pontos percentuais maior do que o coletado em 2017.

Pesquisa Meaningful Brands

A comunicação está em uma fase de mudanças. Ao mesmo tempo em que a mídia de massa perde eficiência, cresce o volume de marcas sendo vistas. Hoje, uma pessoa vê 5 mil marcas por dia. Em 1984, eram 2 mil.

Em parte, isso explica por que muitas empresas optam por programas de content marketing como forma de formar seus próprios públicos e depender menos da compra de mídia. Elas buscam significar algo para as pessoas em vez de bombardeá-las com mensagens comerciais.

Takeaways

De cada 100 marcas, 77 não fariam falta se deixassem de existir. É o que mostra o relatório de pesquisa de uma agência multinacional, que ouviu 350 mil consumidores de 31 países. Os dados reforçam a ideia de que formar público fiel, e significar algo para as pessoas, funciona melhor do que bombardeá-las com publicidade.

Ouça este post

Você pode ouvir o conteúdo deste post no episódio #131 do podcast Takeaways.

Ouça o Takeaways também no Spotify, iTunes e Stitcher.∞

Cassio Politi

Sobre o autor: Cassio Politi é fundador da Tracto. Implantou programas de content marketing em empresas do Brasil e em multionacionais. Autor do primeiro livro em língua portuguesa sobre content marketing, publicado em 2013, é o único sul-americano a compor o seleto júri do Content Marketing Awards. Desde 2016, é palestrante em eventos no Brasil e no Exterior, normalmente apresentando cases bem-sucedidos de seus clientes.

 
Tags:

Related Articles