Como usar landing pages em conteúdo educativo?

Landing page é a página de entrada de um site. É por ela que o usuário começa a navegação. Daí vem a analogia com o termo página de aterrissagem. Para quem produz conteúdo educativo, landing page é normalmente a página que contém o formulário que dá acesso a um documento em PDF, inscrição em evento ou webinar etc.

As ações de comunicação, como campanhas em redes sociais ou por email, normalmente fazem link direto para essa página que contém o formulário. Portanto, estimula que a navegação no site comece por ela — e por isso é considerada uma landing page.

Como usar landing page em conteúdo educativo

Com base em posts publicados por Success AgencyLandingiConversion XL e RIS Media, listamos abaixo algumas boas práticas relacionadas a landing pages para conteúdo educativo dentro de um programa de content marketing:

  • Invista tempo e energia no título da página. Assim como em posts, ele é fundamental para o sucesso da página.
  • Mostre claramente os benefícios. O que exatamente o usuário obterá após preencher o formulário?
  • Não bagunce a landing page. Segundo a RIS Media, páginas confusas perdem 33% da conversão. Lembre-se: menos é mais.
  • Escrever é a arte de cortar palavras. Mantenha o conteúdo da LP focado no propósito central do conteúdo oferecido. Isso vale para LPs também.
  • Use tópicos em bullets. Isso organiza a informação.
  • Use calls-to-action com orientações diretas e claras, como “Inscreva-se”, “Solicite” etc.
  • Pense na localização dos botões. Evite obrigar o usuário a rolar a página para baixo.
  • Deixe visível o social proof, que é a quantidade de seguidores que você tem em determinadas plataformas sociais.
  • Utilize imagens relevantes ou, de preferência, vídeos. Não utilize meramente fotos de bancos de imagens para ilustrar sem comunicar.
  • Não permita que o usuário se desvie de seu caminho. Por isso, não é recomendável ter — ou destacar — links.
  • Não peça informações em excesso. Ninguém gosta de ser bombardeado com perguntas.
  • Certifique-se de que a landing page esteja otimizada para dispositivos móveis.
  • Teste a landing page antes de publicá-la.
  • Crie uma boa página de agradecimento (Thank You Page), que é a página que o usuário acessa depois do preenchimento do formulário.

Um bom exemplo de landing page

A empresa americana Solar Pulse conseguiu melhorar em 42% o desempenho de uma landing page. O caso foi contado num post publicado em agosto de 2017 no site Conversion Sciences e é útil para profissionais de content marketing, que muitas vezes vivem a pressão por melhorar as taxas de conversão. Inicialmente, a landing page foi publicada assim:

landing page

Chris Cooper, autor do post, conta que identificou os seguintes problemas na landing page:

  • Havia muito texto na página.
  • O usuário tinha de percorrer um caminho muito longo até preencher o formulário.
  • Havia muitas notas de rodapé.
  • O usuário não sabia direito para onde olhar.

A página foi refeita seguindo esta estrutura:

landing page

A ideia foi implementar melhorias como:

  • Distinguir bem títulos de subtítulos.
  • Título serve para dar uma espécie de tapa na cara. Vai direto ao ponto.
  • Os subtítulos organizam o texto. Trazem uma prévia do que será visto.
  • E os textos precisam ser curtos. Lembre sempre que escrever é a arte de cortar palavras.

Eis o resultado final:

landing page


Cassio Politi

Sobre o autor: Cassio Politi, fundador da Tracto, publicou o primeiro livro sobre o content marketing em português em 2013. Foi eleito o profissional do ano em 2015 pela Digitalks. É desde 2014 jurado do Content Marketing Awards. Já ministrou ou organizou webinars, seminários online, cursos online ou presenciais e podcasts para empresas de variados portes, como Thomson Reuters, O Boticário, Elanco, Câmara dos Deputados, Petrobras, Asics, Comunique-se, Elsevier, Oracle e muitas outras.


Este artigo foi originalmente publicado em 6 de dezembro de 2013 e é constantemente atualizado e enriquecido.