Buyer personas são o método mais usado para entender o público, mas não o único

Conhecer o comportamento do público é uma das etapas essenciais de content marketing. Principal referência nessa atividade, o livro Epic Content Marketing, por exemplo, defende o uso de buyer personas como parte da estratégia de conteúdo das empresas.

Nem todos os profissionais, no entanto, usam buyer personas. É o que mostra a pesquisa “2016 Content Marketing Staffing & Tactics Study“, feita em 2016 pela ferramenta de produção de conteúdo Curata. Participaram dela mais de mil respondentes de diversos países.

O estudo mostra que, de maneira geral, 73% das empresas criam algum tipo de buyer persona. No entanto, as empresas mesclam formas de compreender o público. Por exemplo, 67% analisam os clientes e potenciais clientes também por produto ou por unidades de negócios. Ou seja, olham para os dados registrados em seus CRMs e registros internos afins. E 52% analisam também o estágio em que o público se encontra no ciclo de compras.

Pesquisa Curata sobre buyer personas

Entre as líderes de mercado, o uso de buyer personas é inferior à média global: 63%. A maioria (70%) das líderes faz a segmentação tradicional por produto ou unidade de negócios.∞