Um case de content marketing nas lâminas de bandeja do McDonald’s

Você tem ótimo conteúdo nos canais populares de comunicação? Que bom! Acontece que  o seu concorrente também tem. O conteúdo hoje é commodity. Discussões sobre canais de comunicação andam repetitivas. É aquela mesmice: artigo no site, redes sociais, YouTube e outros canais básicos, que muitas vezes os gestores mal sabem explicar por que foram escolhidos.

Os bons exemplos de content marketing não são necessariamente aqueles que usam os canais do jeito mais criativo ou descolado, mas da maneira mais adequada aos objetivos da marca. Em estratégia de conteúdo, coerência é o nome do jogo.

Se você fosse uma companhia aérea, não pensaria em fazer uma revista impressa que pudesse ser distribuída a bordo? É óbvio que sim. No entanto, é a velha história do Ovo de Colombo: a ideia só se tornou óbvia na década, quando a extinta companhia aérea americana Pan Am decidiu criar a sua publicação ao perceber que seus aviões eram um canal de distribuição de custo zero.

Lamina de Bandeja do McDonalds
Um exemplo de lâmina de bandeja do McDonalds

E se você tivesse não um restaurante, mas uma rede? Bem, entrevistei hoje pela manhã David Grinberg, gerente de Sports Marketing do McDonald’s, para o Content Marketing Brasil 2016. Um número chama muito a atenção: a tiragem das lâminas impressas é de nada menos que 1,5 milhão de exemplares por dia. É talvez um dos veículos impressos de maior tiragem do País. O McDonald’s encara a lâmina de bandeja como um veículo de comunicação, com direito calendário editorial.

“No começo do ano, fazemos uma agenda de temas para a lâmina, privilegiando assuntos de interesse nacional, estadual e municipal. Neste momento, por exemplo, estamos prestes a realizar uma corrida de rua para mulheres. Na lâmina, não falamos sobre corrida nem sobre a nossa corrida, mas sobre bem estar, exercícios físicos. Por isso, as lâminas têm se mostrado uma mídia efetiva. É comum vermos nos restaurantes clientes dobrando a lâmina e levando embora ou fazendo anotações sobre ela.”

Boas ideias são passadas adiante. Contei no ano passado a história do restaurante Gotissô, de Santos, que aproveitou a lâmina de bandeja para compartilhar conteúdo de interesse local em suas bandejas. É a prova de que a escolha coerente de canais está à disposição também de pequenas empresas.∞

Cassio Politi

Sobre o autor: Cassio Politi é fundador da Tracto. Implantou programas de content marketing em empresas do Brasil e em multionacionais. Autor do primeiro livro em língua portuguesa sobre content marketing, publicado em 2013, é o único sul-americano a compor o seleto júri do Content Marketing Awards. Desde 2016, é palestrante em eventos no Brasil e no Exterior, normalmente apresentando cases bem-sucedidos de seus clientes.