Pauta: um desafio no content marketing

Um dos maiores desafios de quem trabalha com content marketing é bolar pautas sempre interessantes para as empresas. Há inúmeras questões que tornam o processo um tanto complicado: a área de atuação da empresa pode não ser das mais interessantes (o pessoal de fora costuma classificar essas empresas como boring industries), a equipe de comunicação da empresa pode ter ideias equivocadas sobre o content marketing e querer abordar assuntos sempre muito institucionais, os processos às vezes são lentos e o timing perde-se o timing, entre outras variáveis.

Eu acompanho o Twitter da River Group, uma agência de content marketing de Londres, com projetos muito bacanas para vários clientes e em várias plataformas, mas o grande expertise da empresa é o desenvolvimento de revistas impressas e digitais.  Gosto de observar como eles trabalham as informações nessas publicações periódicas e esses dias observei mais atentamente duas publicações, a Walk Magazine, da Ramblers, uma associação que organiza trilhas e caminhadas pelo Reino Unido, e a The Co-operative Food Magazine, da The Co-operative Group, uma associação que reúne cooperativas em diversos ramos de atividade na Inglaterra. A revista é para as cooperativas da área de alimentação.

O que chama a atenção nas publicações? A maneira leve, mais informativa e pouco vendedora como os temas que tangenciam a área de atividade das associações em questão aparecem. Na Walk Magazine, por exemplo, aparecem reportagens de lugares com trilhas diferentes, o que levar (comida, objetos, etc.), em determinados tipos de trilhas, entrevistas com pessoas que trazem a caminhada para o seu dia a dia, como o escritor afegão que tem um projeto de caminhadas inspiradoras para ajudar a aflorar a criatividade. Na The Co-operative Food, o que chama a atenção é a beleza da produção, trazendo os alimentos da estação (primavera), modos de servir e receitas. Gosto também da maneira como eles exploram as possibilidades do digital, com vídeos, por exemplo.

Vale a pena conferir os links e buscar um pouco de inspiração. A natureza do negócio das duas associações em questão é bastante favorável ao conteúdo, mas acredito que há meios de sair da mesmice, independente da área de atuação da empresa. Precisa ter vontade de fazer da parte de todos os envolvidos.


Ana Carolina Barbosa (@ana2302) é sócia e diretora criativa da Cabrun! (@cabrunconteudos), agência de content marketing especializada em conectar marcas e pessoas por meio da gestão de conteúdos. É jornalista, especialista em mídias institucionais e em branding. Tem expertise no mercado de mídia e entretenimento, tendo atuado em publicações voltadas para o mercado audiovisual.

→ Veja todos os artigos de Ana Carolina Barbosa na Tracto.