Entenda por que a Apple comprou o Topsy, ferramenta que monitora o Twitter

A Apple comprou nesta semana o Topsy Labs, ferramenta de monitoramento do Twitter, por US$ 200 milhões. Os motivos da aquisição não foram explicados oficialmente, mas é possível extrair dos especialistas norte-americanos as razões mais plausíveis.

Primeiro é preciso entender o que há de tão especial no Topsy.

O Twitter abriga entre 400 e 500 milhões de novas postagens por dia. O Topsy é uma das três empresas que têm acordo com o microblog para acessar o Fire House, nome dado a todo o acervo (de 2006 até hoje) e comercializar pedaços desse enorme banco de dados. Essa condição permitiu ao Topsy levantar mais de US$ 30 milhões em investimentos.

O motivo mais imediato para a aquisição, segundo o The Wall Street Journal, é o uso dos dados no aprimoramento do Siri. Trata-se do aplicativo dos produtos Apple capaz de orientar as pessoas oralmente sobre quase tudo ― direções, dúvidas pontuais, locais etc. É uma espécie de Google por voz.

Para Azeem Ahzar, fundador do Peerlindex, os sete anos de tuítes poderão ser usados para melhorar outros serviços, como Apple Store e iTunes Music Store.

Ross Rubin, analista da Reticle Research, vê ainda mais possibilidades. O acompanhamento de cada linha do que se publica no Twitter permitirá à Apple perceber tendências e, com isso, desenvolver aplicativos que se antecipem ainda mais às necessidades das pessoas.

Em uma de suas reportagens sobre a aquisição, o The Journal lembrou que o iTunes Radio já tem integração com o Twitter Music, o que mostra a sinergia entre os dois serviços.

Guerra de gigantes
As possibilidades para a Apple são muitas. Mas a grande motivação por trás da negociação talvez seja a competição acirrada com o Google. Kristin Huguet, porta-voz da Apple, se limitou a fazer esse sintético pronunciamento:

“A Apple compra pequenas empresas de tecnologia de tempos em tempos, e normalmente nós não discutimos nossos propósitos ou planos”.

De fato, no mês passado a empresa já havia comprado o PrimeSense, desenvolvedora do Xbox Kinect, o videogame comandado por movimentos do corpo, e não mais por controles físicos.

Pode ser que, de fato, seja apenas mais uma aquisição de rotina. Porém, ao que tudo indica. a Apple caminha para o mercado de marketing analytics. A briga com o Google vai esquentar.∞

Cassio Politi é fundador da Tracto e do All Metrics. Foi em 2016 palestrante do Content Marketing World, o principal evento do tema no mundo, em Cleveland, nos Estados Unidos. Nesse mesmo ano, foi apontado pela Traackr como o 9º mais influente profissional de marketing de conteúdo da América Latina. E aparece na lista dos 50 mais influentes do mundo publicada pelo Top Blogger.

Foi eleito o profissional de content marketing do ano pela Digitalks em 2015. É desde 2014 o único sul-americano a compor o seleto júri do Content Marketing Awards. É autor do livro Content Marketing - O Conteúdo que Gera Resultados, publicado em 2013. Presta consultoria para grandes empresas brasileiras e multinacionais. Já conduziu palestras, treinamentos in company e cursos abertos em 25 estados.

→ Siga no Twitter: @tractoBR.
→ Leia os artigos de Cassio Politi na Tracto.
→ Veja o perfil completo de Cassio Politi.
Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se