Em março de 2015, decidimos compilar 44 manuais, recomendações e estudos de caso envolvendo órgãos públicos de oito países.

Buscamos entender, naquele momento, as relações entre governos e sociedade, e uma sensação de descrença permeada pelo senso comum da ineficiência — ou de que comunicação institucional é sinônimo de campanha eleitoral.

Este documento procura elencar as melhores práticas de cada instituição analisada, reunindo-as aqui a partir da lógica do content marketing em que a Tracto acredita: definição de objetivos, identificação do público, produção de conteúdo, escolha dos canais e mensuração de resultados. Além destas, outros dois pontos estratégicos merecem atenção especial: definir políticas e padrões de conduta.

Tópicos

  • Antes de tudo, defina objetivos alinhados à missão da instituição
  • Estude o público-alvo
  • Estabeleça políticas claras: atribuições e processos
  • Pense na instituição como uma empresa de mídia
  • Seja simples
  • Defina o papel de cada canal de distribuição
  • O site da instituição é o agregador de conteúdo central
  • Estabeleça condutas para colaboradores de todas as áreas
  • Interação é uma forma de aproximação com o cidadão
  • Crises devem ser evitadas;quando se instalam, devem ser cuidadosamente gerenciadas
  • Apresente resultados
  • Prepare seus dados para que fiquem abertos

Ficha técnica

  • Autores: André Rosa e Cassio Politi.
  • Ano de publicação: março de 2015.
Baixe agora o estudo
Tamanho: 43 páginas (621 KB — é bem leve)