Sete formas de obter informações sobre o perfil comportamental do público-alvo

A arte de construir buyer personas - infográfico

Clique sobre a imagem para ver o infográfico completo (em inglês)

O desenvolvimento de personas requer apuração. É preciso consultar fontes de informação variadas para a criação de um personagem que represente o público-alvo ao qual o conteúdo se destina. As informações foram compiladas pelo Single Grain, de San Francisco (EUA), que criou um infográfico acerca do assunto. Extraímos informações desse infográfico e complementamos com conhecimento que nós, da Tracto, desenvolvemos em nossos estudos e consultorias.

São, basicamente, sete formas de se buscar da informação. Quanto mais métodos forem adotados, mais completa e fiel será a persona.

Entrevistas em profundidade
Converse com clientes, ex-clientes, clientes dos concorrentes ou pessoas que desistiram de comprar seu produto ou serviço. Entrevistas trazem informações sólidas acerca do perfil comportamental do seu público.

Dados internos
Use a base de clientes e dados comerciais dentro de sua empresa. Busque neles comportamentos frequentes antes, durante e eventualmente depois da compra.

Mapeamento de afinidades
Os profissionais que desenvolvem interfaces de relacionamento com o consumidor, como softwares ou sistemas online, normalmente compilam uma série de suposições sobre os atributos e necessidades do público. Use esses dados para entender como esses colaboradores percebem os clientes.

Pesquisa etnográfica
Pesquisas em fóruns online ou em redes sociais ― bem como buscas por palavras-chave ― trazem informações que ajudam a observar os consumidores. Use ferramentas de monitoramento, como Sysomos (similar à brasileira Scup), Followerwonk ou Topsy. Elas são capazes de coletar informações sobre comunidades online específicas.

Pesquisa online
Dados demográficos do público-alvo (idade, gênero, etnia, remuneração, região etc) podem ser coletados por meio de pesquisas online. Ferramentas como o SurveyMonkey são uma opção fácil e econômica para pesquisas via internet. Se tiver recursos suficientes, considere fazer a pesquisa por métodos off-line ― tais como questionários impressos ou telefone. Ele têm adesão em média 11% maior do que pesquisas por e-mail.

Focus Group
Grupos focais são uma poderosa forma de se fazer pesquisa qualitativa. Tendem a ser muito mais caros do que outros meios, mas trazem informações completas. Cada sessão deve ter entre 6 e 10 participantes e é recomendável que não dure mais de 1h30. Certifique-se de que o mediador tenha qualificação técnica para conduzir esse tipo de estudo.

Analytics
Observe os dados de navegação em seu site ou blog. Você conseguirá, por exemplo, observar quais temas de matérias rendem mais audiência ― e, portanto, são os preferidos.∞

Leia também:

Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se