Redes sociais são o novo reduto de SPAMs

A incidência de SPAMs nas redes sociais cresceu 355% no primeiro semestre de 2013 em comparação ao ano passado. A conclusão é do Nexgate’s State of Social Media Spam, cujo relatório está disponível para download em PDF.

Veja as dez principais conclusões do estudo:

  1. Uma em cada 200 mensagens em redes sociais é SPAM. Muitas contêm iscas para conteúdo adulto ou malware (software malicioso que pode conter vírus, trojans etc.).
  2. 5% dos aplicativos de social media são geradores de SPAM.
  3. Perfis falsos em redes sociais geram conteúdo em maior volume e mais rapidamente do que perfis reais.
  4. Um spammer (gerador de SPAM) tem pelo menos 23 contas diferentes em redes sociais.
  5. A cada sete novas contas abertas em redes sociais, cinco são de spammers.
  6. Facebook e YouTube concentram a maior quantidade de spammers. Há cem vezes mais perfis desse nessas plataformas do que em qualquer outra.
  7. 15% das mensagens de SPAM contêm link para site, pornografia ou malware.
  8. O Facebook contém quatro vezes mais phishing do que qualquer outra rede social. (Phishing é o tipo de fraude em que se roubam dados pessoais, bancários etc.)
  9. No YouTube, a incidência de conteúdo de risco (ameaças, insultos, apologias ao ódio e blasfêmias) é cinco vezes maior que nas outras plataformas sociais.
  10. Em páginas de marcas (como fan pages no Facebook), a taxa de crescimento de SPAMs é maior do que a taxa de crescimento de comentários legítimos.∞
Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se