Redações não são dependentes de releases

O mercado de comunicação corporativa abriga dois em cada três jornalistas no Brasil. Mesmo assim, a percepção da maioria dos profissionais é de que, apesar de serem cada vez mais enxutas, as redações são capazes de produzir todo o seu conteúdo sem depender do material enviado pelas assessorias de imprensa.

Essa foi a conclusão a que chegou o estudo “Dez Crenças do Mercado de Comunicação 2014”, realizado por nós, da Tracto. O estudo coletou opiniões de 700 profissionais da área.

Os respondentes foram convidados a dizer se concordam com a afirmação de que “redações são dependentes do material produzido por assessoria de imprensa” ou se discordam dela. Eis o resultado:

Redações não são dependentes de releases

A pesquisa constata, ainda, que assessoria de imprensa não é mais a principal atividade na comunicação empresarial. Essa é a opinião de sete em cada dez profissionais ouvidos. Outras demandas de clientes, como produção de conteúdo para redes sociais e comunicação com stakeholders, ganham cada vez mais importância.

Download
O relatório do estudo pode ser baixado gratuitamente pela URL http://tracto.me/crencas2014.

Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se