Quais são as habilidades de um estrategista de conteúdo?

O marketing de conteúdo já é algo real e bastante palpável no exterior. Aqui no Brasil esta área ainda está engatinhando. Por isso, é interessante falar sobre uma das peças-chave desse universo: o estrategista de conteúdo.

Uma das principais atribuições de um estrategista de conteúdo é compreender o coração do negócio da empresa e seus clientes para definir objetivos atingíveis através do conteúdo online. Para isso, ele deve garantir que a frequência e a consistência da publicação de conteúdo de maneira que esteja relacionado e alinhado com os outros departamentos da empresa, bem como os seus pontos de conversão.

Outra habilidade necessária a um estrategista de conteúdo é a personalização e a utilização de targeting comportamental para que o conteúdo propicie as conversões e, com isso, criem o ROI (Return on Investment / Retorno sobre o investimento).

Boas práticas, organização e planejamento
Além disso, o estrategista de conteúdo precisa ter uma excelente capacidade de organização e planejamento para criar os cronogramas de ações e calendários editoriais. Deve-se manter em mente que o conteúdo é uma das ferramentas mais importantes para a comunicação de uma marca e ele deve ser encontrado facilmente.

Assim, é imprescindível que uma estratégia de conteúdo contemple as boas práticas de SEO para que o conteúdo seja facilmente encontrado nos buscadores. Explorar lacunas no mercado pode ser uma boa oportunidade de obter destaque em áreas em que os concorrentes não estão atuando.

Conteúdo traduzido em números
Todo bom estrategista de conteúdo sabe que, no final das contas, tudo o que fazemos precisa ter resultados concretos. É muito bonito dizer que se é responsável por uma estratégia completa e integrada. Porém, de nada adianta se ela não estiver voltada aos objetivos finais da empresa.

Em outras palavras, o conteúdo deve ser traduzido em vendas, geração de leads e assim por diante. É justamente por isso que o estrategista de conteúdo precisa saber traçar e medir os KPIs (Key Performance Indicators) de uma campanha e lidar muito bem com a verba destinada ao seu projeto.

Resumidamente, quem pensa o conteúdo precisa estar ciente de que vai trabalhar a criatividade de maneira objetiva. Para isso, é preciso usar a metade artista e metade matemática do seu cérebro para atingir bons resultados!∞


Luísa Barwinski é especialista em marketing de conteúdo. É autora do blog Social41 e colunista do Ideia de Marketing. Trabalha no jornal Gazeta do Povo, de Curitiba. Twitter: @luisabarwinski.
 

Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se