Empresa pede concordata e crise estoura no Twitter

É quase sempre assim: a crise começa no Twitter e só depois chega aos gestores da empresa. Com a inglesa HMV foi o contrário. O caos corporativo se refletiu de maneira embaraçosa no Twitter.

Tudo começou no dia 15 de janeiro, quando a rede britânica especializada em músicas e filmes entrou em concordata. Tinha 92 anos de existência. No dia 31 do mesmo mês, a conta oficial da empresa no Twitter publicou o seguinte:

Tuítes da HMV

Resumidamente, os tuítes, captados pelo MediaBistro, dizem:

“Mais de 60 de nós estamos sendo demitidos de uma só vez. Que ótimo! Execução em massa de funcionários leais que amam a marca. Desculpem-nos por termos ficado calados por tanto tempo. Por contrato, estávamos impedidos de dizer qualquer coisa ou ― o que é mais importante ― dizer a verdade. Nosso diretor de marketing (ele segue na empresa, pessoal) pergunta ‘como cancelo o Twitter?’. Sob circunstâncias normais, nunca ousaríamos fazer uma coisa como esta. Contudo, quando a empresa que você ama fica arruinada, e a maior parte daqueles que trabalham e queriam fazer a HMV ser excelente novamente é demitida, não há escolha. Especialmente desde que estas contas foram criada por uma equipe interna (sem remuneração, o que é tecnicamente ilegal), dois anos atrás.”

A HMV apagou os tuítes logo após serem publicados. No lugar deles, inseriu estes:

Tuítes da HMV

Os novos tuítes usaram as hashtags #HMVxFactorFiring (algo como HMV versus demissões) e #saveHMV (salvem a HMV):

“O @hmvtweets foi alvo de muita atenção hoje. Foi claramente um dia duro para todos nós, na HMV. Por favor, fique conosco.  Houve demissões hoje, mas não em nossas lojas. Ainda estamos abertos. Obrigado por nos apoiar. Um de nossos colegas de departamento ficou compreensivelmente chateado. Mas ainda estamos aqui. Obrigado por apoiar a HMV durante esse período desafiador.”

O site da empresa saiu do ar. Em vez da home page, a mensagem, reproduzida abaixo, explica superficialmente as mudanças de direção. Informa, ainda, que as vendas online estão suspensas.∞

Site da HMV