E-mail está morto. Será?

A frase é comum: “e-mail, como ferramenta de comunicação para empresas, está morto“. Mas os estudos de content marketing mostram justamente o contrário. Está vivo ― e bastante vivo.

O Marketo, um dos mais importantes sites focados em conteúdo e marketing nos Estados Unidos, fez um teste. Jogou no Google as três frases abaixo e observou quantos resultados o mecanismo de busca retorna para cada uma. Elas afirmam que, respectivamente, e-mail, blog e mídias sociais estão mortos.

E-mail está morto Sera (1)

Entretanto, os dados mostram que 94% dos internautas americanos com 12 anos de idade ou mais usam e-mail regularmente. E que a primeira coisa que 58% dos adultos fazem quando acordam é checar os e-mails.

Consequentemente, 64% das empresas pretendem aumentar seus investimentos em e-mails neste ano. O infográfico do Marketo aponta que o retorno é duas vezes maior do que o obtido em outras formas de comunicação. Estima-se que, para cada dólar investido, o retorno seja de US$ 40,56.

Aceitação
A eficiência dessa tática de comunicação se expressa na outra ponta, uma vez que 77% preferem receber comunicações das empresas via e-mail ― desde que tenham autorizado o envio de mensagens, é claro.

Veja abaixo o infográfico completo do Marketo (em inglês).∞

E-mail está morto Sera

Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se