Conteúdo como aliado para a empresa que quer introduzir uma nova cultura

Little VeggieFui pesquisar um pouco sobre a Little Veggie Patch Co depois de me deparar com várias citações a respeito deles no livro Difference, da irlandesa Jiwa Bernadette, sobre o qual pretendo falar por aqui em breve. Fiquei positivamente surpreendida pela maneira como uma empresa de médio porte com atuação totalmente voltada para um serviço específico, que é ajudar as pessoas a cultivar a própria comida, aposta no conteúdo informativo em uma apresentação bem bonita capaz de transformar leitores em consumidores.

Na página deles na internet é possível ter acesso à revista digital que leva o nome da marca. A revista, cuja primeira edição é de novembro de 2013, tem material interessantíssimo para quem tem interesse em cultivar alimentos, o que tem tudo a ver com o negócio e certamente posiciona a empresa na frente da concorrência porque reúne material em um lugar só, poupando o consumidor de ter que fazer buscas em várias outras páginas. A revista traz seções de faça você mesmo sobre como construir uma jardineira, por exemplo, quais são os alimentos mais favoráveis para serem cultivados em determinada época do ano, dicas rápidas (em uma seção chamada One Minute Skills) de como plantar sementes e receitas a serem feitas com alimentos colhidos da própria horta.

Tenho uma ressalva: apesar de muito bem diagramada e rápida de se ler (são oito páginas), a revista digital mensal é um PDF e eu acho que as publicações digitais precisam aproveitar melhor os recursos do ambiente e usar vídeos, galerias de fotos, etc. Reproduzir o que seria o material impresso não é a solução ideal, acho.

De qualquer forma, acho bem interessante a proposta de conteúdo da empresa. A Little Veggie Patch Co atua em um mercado que desperta atenção de uma parte da sociedade preocupada com a alimentação e com o excesso de produtos industrializados que fazem parte do dia a dia e, por isso, buscam alternativas e precisam adequar-se a uma nova cultura. Evidentemente, o consumidor interessado em terra, sementes e acessórios de jardinagem para cultivar a própria horta, encontra informações sobre isso na Internet, mas tudo muito pulverizado, o que exige muito tempo de pesquisa. Ao entregar um material organizado e de interesse desse público, a Little Veggie Patch Co se posiciona melhor nas buscas e tem muito mais chances de converter usuários que caem na página em consumidores. É uma estratégia interessante e o retorno deve justificar os investimentos de produção no médio prazo.

PS: O Facebook e o Instagram (@littleveggiepatchco) deles também são bem interessantes. Vale a pena conferir!∞


Ana Carolina Barbosa (@ana2302) é sócia e diretora criativa da Cabrun! (@cabrunconteudos), agência de content marketing especializada em conectar marcas e pessoas por meio da gestão de conteúdos. É jornalista, especialista em mídias institucionais e em branding. Tem expertise no mercado de mídia e entretenimento, tendo atuado em publicações voltadas para o mercado audiovisual.

→ Veja todos os artigos de Ana Carolina Barbosa na Tracto.
 

Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se