Home Técnicas Buyer persona Apple tropeçou no Japão por falta de buyer personas

Apple tropeçou no Japão por falta de buyer personas

2 min de leitura

Para você entender o que a falta de buyer personas numa estratégica de marketing pode provocar, vamos voltar a junho de 2008. Steve Jobs apresentou para o mundo o iPhone 3G. O caso está no livro Buyer Personas, de autoria de Adele Revella.

Ouça o conteúdo deste post no podcast de menos de 5 minutos. Basta clicar no botão play acima.

Em sua apresentação característica (disponível no YouTube), o lendário fundador da Apple celebrou o sucesso do modelo anterior, com mais de 6 milhões de unidades vendidas e 90% de satisfação do cliente. Mais do que isso, sua criação havia mudado o hábito das pessoas, introduzindo ao cotidiano delas atividades até então embrionárias em mobile, como navegar pela internet e responder email.

Falta de buyer personas foi lição

A nova versão, batizada de iPhone 3G, foi lançada em 22 países. Teve o sucesso esperado em todos eles, exceto no Japão, onde o mercado de celulares estava aquecido. No ano anterior, somando todas as marcas, 50 milhões de aparelhos haviam sido vendidos.

O otimismo era natural, mas acabou sendo um grande fiasco. Apenas 200 mil unidades do iPhone 3G foram vendidas em território japonês. O principal problema era o fato de o público daquele país já era acostumado a usar celular para gravar e assistir a vídeos —  como ocorre hoje no mundo todo. E aí morava o problema: o iPhone 3G não tinha câmera de vídeo.

A Apple arcou com o prejuízo, mas aprendeu a lição. Quatro anos depois, a Forbes noticiou que o iPhone 5S conquistou 34% do mercado japonês de smartphones.

Ouça o Takeaways em outras plataformas

O podcast Takeaways é produzido pela Tracto diariamente. Traz insights retirados de livros, artigos, posts, palestras e entrevistas. O propósito deste post é apresentar o roteiro do programa e os links mencionados. Veja todas as edições do Takeaways publicadas na Tracto, com os arquivos em áudio incorporados. Você pode ouvir o Takeaways nas plataformas abaixo.∞

Assine o Takeaways no iTunes Assine o Takeaways no Stitcher Assine o Takeaways no SoundCloud

Cassio Politi

Sobre o autor: Cassio Politi é fundador da Tracto e diretor do Comunique-se. Publicou o primeiro livro sobre o content marketing em português em 2013. Foi eleito o profissional do ano em 2014 pela Digitalks. É desde 2014 jurado do Content Marketing Awards.


Veja mais posts em Buyer persona
Você tem autorização para republicar este post em seu site. As condições indispensáveis para isso são: (1) Dar o devido crédito para a Tracto; (2) Criar um link de seu site para este post.

Post relacionado

Nos círculos de influência, o desafio é alcançar amigos dos amigos dos defensores

Marketing de influência está crescendo. Mas será que devemos acreditar que todo influencia…