A monocultura do Facebook está chegando ao fim no Brasil

Quando as redes sociais explodiram no Brasil como opção de canal de comunicação para empresas, entre 2008 e 2010, ganhou força a ideia de que o Facebook poderia ser um substituto da internet como um todo. Basta observar que empresas de grande porte, como a Unilever, chegaram a deixar de lado seus sites corporativos, depositando todo o conteúdo de marca na plataforma criada por Mark Zuckerberg.

Foi esse movimento de concentração de esforços na maior rede social do mundo que caracterizou o que alguns especialistas em content marketing batizaram de monocultura do Facebook.

A realidade, no entanto, é bem diferente hoje. Foi isso que apontou a pesquisa “Dez Crenças do Mercado de Comunicação 2014”, realizada por nós, da Tracto, após coletar opiniões de 700 profissionais da área.

Uma das crenças testadas foi esta: “toda empresa precisa apenas de uma
boa fan page no Facebook. Isso basta.
“. O gráfico abaixo mostra que somente 2% dos entrevistados concordam com a afirmação.

A monocultura do Facebook está chegando ao fim no Brasil

Download
O relatório do estudo pode ser baixado gratuitamente pela URL http://tracto.me/crencas2014.∞

Métricas de Mídias Sociais, Content e Inbound Marketing | Master Class | 9 de dezembro | São Paulo Saiba mais
Content Marketing Brasil: conteúdo incrível, online e gratuito! Inscreva-se